quarta-feira, 8 de maio de 2013

O Linux Mint baseado no Debian

Depois de termos anunciado aqui, em Maio, o lançamento do Linux Mint 14 “Nadia”, a equipa responsável pelo projecto anunciou ontem a disponibilização do Linux Mint Debian 201303, edições com Cinnamon e Mate.

O Linux Mint Debian é uma distribuição baseada no Debian (ao contrário do Linux Mint 14 que é baseado no Ubuntu) e apresenta de origem, um “look and feel” incomparável a outras distribuições.


Esta distribuição é normalmente uma das preferidas dos utilizadores devido a sua usabilidade e simplicidade uma vez que há muitos pacotes que já vêm instalado por omissão: plugins do browser, codecs e players, entre outros.

O anúncio oficial da disponibilização do Linux Mint Debian 201303, edições com Cinnamon e Mate foi feito aqui e podemos verificar que estas edições têm as seguintes novidades:
Update Pack 6
MATE 1.4
Cinnamon 1.6
Melhorias significativas no instalador
Inclusão de um Gestor de dispositivos
Plymouth splash screen
Ambiente gráfico Mate 1.4 e Cinnamon 1.6

O Linux Mint Debian 201303 está disponível em duas versões, sendo que a diferença essa ao nível dos ambientes gráficos . Por um lado o produtivo, estável e maduro Mate 1.4, por outro lado o moderno e excitante Cinnamon 1.6.
Mate 1.4

A equipa responsável pelo MATE tem vindo a aperfeiçoar o ambiente gráfico que segue a linha do GNOME 2. Em 2001 o GNOME 2 foi renomeado para “MATE”, possibilitando assim que os fãs do projecto GNOME 2 continuassem com o seu ambiente gráfico favorito. O Mate 1.4 reforça a qualidade e estabilidade do ambiente gráfico pois corrige um conjunto de bugs que “assombravam” há já algum tempo o GNOME 2.

Cinnamon 1.6

O Cinnamon é sem duvida um dos projectos mais interessantes e prometedores do mundo OpenSource. O Cinnamon 1.6 é mais estável que os seus antecessores e traz um conjunto de novas e interessantes funcionalidades.


Qual a diferença do Mint baseado no Debian ou no Ubuntu?

Comparando o Linux Mint Debian ( LMDE) com o Mint baseado no Ubuntu, podemos apontar os seguintes factores a favor e contra:

A favor
Não é necessário actualizar todo o sistema. As novas versões do software e updates estão “continuamente” disponíveis.
Mais rápido que as versões baseadas no Ubuntu

Menos favorável
LMDE necessita de conhecimentos e experiencia, por parte do utilizador, em ferramentas como o dpkg e APT
Debian é menos user-friendly que o ubuntu
Sem suporte para EFI, GPT ou Secureboot.

O Linux Mint destaca-se por ser uma semi-rolling distro, isto é , uma distribuição que não tem um ciclo de releases de X em X tempo (como por exemplo o Ubuntu que sai de 6 em 6 meses). Assim, as rolling distros estão sempre com os repositórios super actualizados com as ultimas versões dos pacotes, permitindo um sistema mais bleeding edge.


nodes2013

0 Comente::